quinta-feira, 16 de setembro de 2021

VOO ATRASADO? ENTENDA OS SEUS DIREITOS E SAIBA O QUE FAZER


Ter um voo atrasado
 é um dos principais problemas pelo qual um passageiro de avião pode passar. Os motivos são diversos, desde imprevistos com a aeronave ou colaboradores da companhia aérea responsável, até questões que fogem do controle humano, como mau tempo e demais fatores climáticos.

Por mais que seja uma situação que pode acontecer, o atraso de voo ainda é uma questão que deve ser resolvida pela companhia aérea, mesmo que o fator gerador não seja totalmente de sua responsabilidade, como é o caso do mau tempo.

Nesta matéria, tire todas as suas dúvidas sobre o problema de voo atrasado. Confira quais são as principais razões pelas quais um voo pode se atrasar, saiba quais são as responsabilidades da companhia aérea para com os passageiros afetados, descubra quais são os seus direitos nesta situação e entenda o que fazer para amenizar o prejuízo do atraso.

Motivos do atraso de voo

Infelizmente, há várias coisas que podem influenciar o status de um voo e causar o seu atraso. Você verá que nem sempre é o fator humano que prorroga a partida da aeronave, mas, na maioria dos casos, a companhia aérea possui a responsabilidade de amparar os passageiros afetados.

A seguir, conheça as principais razões que levam um voo a ter um atraso.

Excesso de tráfego aéreo

Em épocas consideradas como de alta temporada, é comum que o número de viagens de avião aumente – normalmente, são tempos de férias escolares, feriados prolongados ou datas comemorativas. Dessa forma, não só o aeroporto recebe mais passageiros do que o normal, mas a pista de pouso também fica mais cheia, uma vez que há mais voos.

Neste caso, se o aeroporto não tiver uma infraestrutura suficiente para receber o grande número de viajantes e aeronaves, os voos podem sofrer um atraso.

Manutenção não programada na aeronave

É comum que as aeronaves passem por constantes revisões, o que garante a sua integridade e a segurança dos voos. No entanto, nem sempre um reparo é previsto. Na necessidade de uma manutenção inesperada, o voo pode se atrasar.

Ausência de passageiro

Ao fazer check-in e despachar a sua bagagem, o passageiro deve se apresentar para o embarque. Se isso não acontecer, o voo pode ter um atraso, uma vez que nenhuma mala pode viajar sozinha – neste caso, a bagagem pode ser considerada suspeita, e as companhias aéreas evitam voar nessas condições.

Assim, até que o passageiro dono da mala se apresente, o avião pode levar um tempo para finalmente decolar.

Ocupação dos voos

O atraso de voo também pode ser causado pela pouca ocupação dos voos. Quando a companhia aérea não consegue vender todas as passagens de determinado voo, ela pode transferir os passageiros para outro voo, preenchendo, assim, a maioria dos assentos. Nessa mudança, o voo pode ter seu horário alterado, tendo sua partida prorrogada.

Problemas com a tripulação

Não apenas os problemas com passageiros podem resultar em um voo atrasado, mas também problemas com os próprios funcionários da companhia aérea. Para que o avião decole, é necessário que todos os colaboradores envolvidos com o voo estejam presentes. Na ausência de algum deles, o avião pode ter um atraso.

Normalmente, isso acontece quando um dos funcionários tem algum imprevisto e/ou quando ocorre um atraso durante a troca de turnos entre os colaboradores.

Mau tempo

Outra razão para que um voo atrase é o mau tempo. Dependendo das condições climáticas na data e horário do voo, ele pode ter seu horário de partida alterado, exatamente para preservar a sua segurança, assim como a dos passageiros e tripulação.

Este tipo de atraso pode acontecer quando há nevascas, tempestades, tornados, vulcões em erupção, desastres naturais, entre outros fenômenos.

Fechamento de fronteiras

Há, ainda, a possibilidade de autoridades fecharem os aeroportos ou as fronteiras do país. Em geral, isso acontece quando há conflitos externos, ou por razões de saúde pública, como quando há epidemias ou pandemias.

Queda no sistema operacional

É comum que as companhias aéreas cumpram normas e protocolos antes de liberarem a decolagem de um voo. Entre eles, podemos destacar a checagem e fornecimento de dados como peso das bagagens e da aeronave, e número de passageiros. Neste caso, se o sistema operacional cair, é preciso aguardar até que ele volte para que estas medidas de segurança sejam cumpridas.

Existência de cargas especiais

Nos aeroportos, é possível que alguns passageiros tenham cargas especiais, como animais domésticos, produtos químicos e explosivos, por exemplo. Este tipo de carga exige uma documentação específica, e se ela não estiver presente ou correta, o voo pode se atrasar ao aguardar até que a documentação seja corrigida.

Conexões

Por fim, um atraso de voo também pode ser causado pela espera das companhias aéreas por passageiros que vêm de conexões. É comum que as empresas aguardem até 1 hora por clientes que vêm de outros voos e que só têm aquele voo em questão para prosseguir viagem. Desta maneira, se o primeiro voo atrasar, as chances do segundo voo também ter um atraso são grandes.

O que fazer diante do atraso de voo

O atraso de voo é um dos problemas mais comuns pelo qual o passageiro pode passar. Por isso, é importante saber o que fazer diante dessa situação, para não ter um prejuízo ainda maior.

A partir do momento em que você sabe que seu voo está atrasado, dirija-se ao balcão de atendimento da companhia aérea responsável e peça para que sejam fornecidas as assistências materiais necessárias.

Essas assistências materiais variam de acordo com o tempo do atraso. Por isso, além da primeira solicitação, pergunte também se há uma previsão do tempo do atraso, pois, assim, você consegue saber quais são os seus direitos – receber as assistências ou, ainda, poder escolher entre ser reacomodado em outro voo ou ter o reembolso integral da passagem aérea.

Além de falar com a companhia pessoalmente, direto no aeroporto, você também pode, se preferir, fazer o contato por telefone. Neste caso, não esqueça de anotar o protocolo e anotar todas as informações que forem passadas. No final desta matéria, você poderá conferir os telefones das principais companhias aéreas em atividade no Brasil.

Caso você não receba as assistências materiais de maneira adequada, você pode entrar em contato com a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) – órgão responsável pelo setor de aviação civil no país – e fazer uma reclamação contra a companhia aérea responsável pelo seu voo.

A ANAC tem escritórios espalhados pelos principais aeroportos do Brasil (veja nesta matéria os endereços das unidades físicas da agência). Sendo assim, dependendo de onde você estiver, você pode prestar a sua queixa presencialmente para um atendente.

Já se no aeroporto onde você estiver não houver um escritório da ANAC, você ainda pode reclamar pelo telefone ou pela internet. Por telefone, é só discar 163. O atendimento está disponível todos os dias, das 8h às 20h. Pela internet, é preciso acessar o portal da agência, procurar pela opção de “Reclamação” e registrar a queixa.Outra alternativa é reclamar para os órgãos de defesa ao consumidor, como o Procon e a Proteste. Dependendo do órgão, a reclamação pode ser feita online ou por telefone. No Procon, por exemplo, a queixa pode ser registrada em poucos minutos pelo site da fundação. O mesmo acontece com a Proteste, que também permite que as reclamações sejam feitas pelo número 4020 7747.

Quais são os direitos do passageiro de um voo atrasado

Quando um voo atrasa, a companhia aérea tem a responsabilidade de amparar os passageiros do voo afetado, a fim de compensá-los, de alguma forma, pelo problema. Isso deve acontecer mesmo quando a razão do atraso não é culpa direta da empresa, exceto em casos de fechamento de fronteiras ou de aeroportos por determinação de autoridades.

O primeiro direito do passageiro que teve seu voo atrasado é o recebimento da assistência material, que varia de acordo com o tempo do atraso. Sendo assim, a assistência deve ser fornecida da seguinte forma:

A partir de 1 hora: a companhia aérea deve oferecer meios de comunicação, como acesso à internet e/ou ligações;

A partir de 2 horas: é obrigação da empresa fornecer meios de alimentação. Podem ser oferecidos bebidas e lanches preparados pela própria companhia, assim como vouchers para consumo no aeroporto;

A partir de 4 horas: com este tempo, o passageiro tem direito a opções de hospedagem e acomodação, assim como a transporte de ida e volta para o aeroporto. O direito só será diferente se o cliente estiver na sua cidade de residência. Neste caso, ele só terá acesso ao transporte de ida para casa e de volta para o aeroporto, sem a hospedagem e acomodação.

Para os passageiros com necessidade de assistência especial (PNAE) e seus acompanhantes, o direito à hospedagem e transporte sempre será válido, independente da necessidade de pernoite no aeroporto.

Vale saber que essa assistência material é devida, inclusive, quando o embarque já foi realizado. Mesmo que os passageiros estejam aguardando pela decolagem já dentro da aeronave, a partir de uma hora de atraso, a assistência já deve ser fornecida.

Quando o atraso supera 4 horas, o passageiro já tem outros direitos. Neste caso, os direitos podem ser diferentes de acordo com o local do passageiro: aeroporto de partida ou aeroporto de conexão ou escala. Se ele estiver no aeroporto de partida, ele pode escolher uma entre as três seguintes opções:

- Ter o reembolso integral da passagem aérea, inclusive com o valor da taxa de embarque;

- Remarcar o voo para outra data e horário de sua preferência, sem que seja cobrada alguma taxa (normalmente, o serviço de alteração de voo é cobrado quando solicitado pelo passageiro, porém, neste caso, a mudança é gratuita, uma vez que o problema é de responsabilidade da companhia aérea, não do cliente);

- Ser reacomodado no próximo voo da mesma companhia para o mesmo destino, se houver lugares disponíveis.

Portanto, se a companhia aérea já tiver a estimativa de que o atraso do voo será de mais de 4 horas, o passageiro já tem o direito de escolher a opção que mais lhe agradar e for útil. No entanto, é preciso saber que, a depender da opção escolhida, o fornecimento da assistência material pode ser suspenso. É o caso do reembolso integral da passagem e da remarcação do voo.

Já se o passageiro estiver no aeroporto de conexão ou escala, ele deve escolher uma entre as cinco seguintes opções:

- Ter o reembolso integral da passagem aérea, inclusive com o valor da taxa de embarque, e retornar ao aeroporto de origem;

- Ficar no aeroporto onde o atraso do voo aconteceu e ter o reembolso do trecho não percorrido;

- Remarcar o voo para outra data e horário de sua preferência, sem que seja cobrada alguma taxa (normalmente, o serviço de alteração de voo é cobrado quando solicitado pelo passageiro, porém, neste caso, a mudança é gratuita, uma vez que o problema é de responsabilidade da companhia aérea, não do cliente);

- Ser reacomodado no próximo voo da mesma companhia para o mesmo destino, se houver lugares disponíveis, ou de uma companhia diferente e sem custo;

- Prosseguir viagem por outro meio de transporte, como ônibus, táxi ou van, se for possível.

Aqui, o fornecimento da assistência material também pode ser suspenso a depender da opção escolhida. Nos casos de reembolso integral e retorno ao aeroporto de origem, reacomodação em outro voo e conclusão da viagem por outro meio de transporte, a obrigação de oferecer as assistências ainda é válida. No entanto, para o reembolso do trecho não percorrido e remarcação do voo, a companhia aérea é dispensada do fornecimento dos auxílios.

Outro direito do passageiro de um voo atrasado é pedir à companhia aérea um comunicado por escrito referente ao problema com a sua viagem. A empresa não pode se negar a entregar este documento, que deve conter o motivo do atraso.

Este documento é importante para que você possa provar, se necessário, que realmente passou por um atraso de voo. Ainda existem outras maneiras para comprovar essa situação, no entanto, um comunicado emitido pela própria companhia aérea com a razão do atraso não deixa espaço para dúvidas.

Por fim, o passageiro ainda pode pedir uma compensação financeira caso o atraso faça com que ele chegue ao seu local de destino depois de 4 horas do horário previsto. Não existe um valor estabelecido para um caso como este, porém, caso você tenha tido um prejuízo em razão do atraso, o valor pode ser maior.

E se a companhia aérea alterar o horário de partida do meu voo?

Essa é uma situação que pode acontecer. De acordo com a ANAC, a empresa aérea pode fazer alterações em determinado voo, desde que avise os passageiros com uma antecedência de, no mínimo, 24 horas – antes, o prazo máximo era de 72 horas. A alteração é temporária, em razão da pandemia de Covid-19.

Neste caso, se algum cliente não concordar com a alteração e ela for de mais de 30 minutos em voos domésticos, a companhia deve oferecer as opções de reembolso integral e de reacomodação em outro voo. O mesmo acontece se a alteração for mais de 1 hora em voos internacionais.

Se houver alguma alteração e o passageiro não for avisado com a devida antecedência, ele também poderá escolher entre ter o reembolso integral da passagem aérea e ser reacomodado em outro voo.

Por fim, se a alteração acontecer e o passageiro só ficar sabendo quando já estiver no aeroporto, ele deve receber a assistência material de acordo com o tempo de espera, além de poder escolher entre ter o reembolso integral da passagem aérea e ser reacomodado em outro voo.

Vale ressaltar, aqui, que a reacomodação pode ser tanto em um próximo voo para o mesmo destino da mesma companhia aérea, se houver assentos disponíveis, como no voo de uma companhia diferente, se for necessário.

Como é feito o reembolso da passagem aérea

O reembolso integral ou parcial da passagem aérea é um dos direitos do passageiro quando o atraso é maior que 4 horas. Por isso, é importante que o cliente entenda como deve ser feita esta devolução para não ser prejudicado pela companhia aérea.

Em geral, o passageiro deve receber o valor de acordo com a forma de pagamento escolhida na compra da passagem aérea.

Valores que já foram compensados, como no caso de pagamentos à vista feitos em dinheiro, débito em conta ou cheque, devem ser devolvidos imediatamente. Nestes casos, o estorno deve ser feito em dinheiro ou creditado na conta do cliente.

Já se o pagamento foi feito com cartão de crédito, o valor deve ser devolvido na fatura do cartão que foi utilizado. Se a compra foi parcelada e ainda existem parcelas a serem pagas, o reembolso seguirá as regras da própria administradora do cartão.

Além disso, o reembolso ainda pode ser feito por meio de créditos em programas de milhagem, mas somente com a autorização do passageiro.

Como funciona o reembolso de passagens na pandemia

Durante a pandemia do novo coronavírus, por mais que os voos estejam reduzidos, ainda há quem esteja viajando, seja por necessidade ou por outras razões. A partir disso, o atraso de voo ainda pode acontecer, no entanto, as condições para o reembolso são diferentes, uma vez que o governo federal determinou algumas medidas de auxílio ao setor aéreo.

Em condições normais, o prazo para que a companhia reembolse o seu passageiro é imediato. Já em meio à pandemia, o prazo permitido é de até 12 meses, contados da data do voo, para os voos entre 19 de março de 2020 e 31 de outubro de 2021.

Para os voos programados até 18 de março de 2020 e a partir de 1 de novembro de 2021, por sua vez, o reembolso deve ser feito em até 7 dias, contados a partir da solicitação do passageiro.

Vale lembrar que a empresa aérea tem o dever de avisar o passageiro sobre qualquer alteração com até 24 horas de antecedência da data do voo. Se esta comunicação não acontecer no prazo permitido, o cliente poderá ser reembolsado ou reacomodado em outro voo da mesma companhia, ou de uma companhia diferente, se for necessário.

Direitos do passageiro em voo atrasado internacional

No Brasil, os direitos do passageiro em caso de atraso ou cancelamento de voo, assim como em demais problemas semelhantes, são garantidos pela ANAC. Porém, nos outros países, a situação é um pouco diferente. Na Europa, ainda existe uma regulamentação. Em contrapartida, nos Estados Unidos a legislação é mais vaga, não proporcionando tanta segurança aos seus viajantes como têm os brasileiros.

A seguir, entenda quais são os direitos dos passageiros nos voos internacionais.

Voo atrasado na Europa

Nos 27 países-membros da União Europeia (Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Polônia, Portugal, Romênia, Suécia e Tchéquia), assim como na Islândia, Noruega, Suíça e territórios ultramarinos de países europeus, é válida a mesma assistência que é devida no Brasil (comunicação, alimentação e hospedagem).

Há, também, valores específicos de indenizações caso o atraso supere 3 horas, variando conforme a distância percorrida.

Voo atrasado nos Estados Unidos

Em terras norte-americanas, as companhias aéreas não têm nenhuma obrigação em compensar os seus passageiros que foram afetados pelo atraso de voo, tampouco fornecer alguma assistência material. Porém, se quiser, o cliente pode pedir à empresa vouchers de alimentação para consumo no aeroporto caso o atraso supere 2 horas.

Neste caso, mesmo que o fornecimento seja opcional, os passageiros podem conseguir este auxílio.

A única situação que tem uma regulamentação é quando o atraso do voo acontece com os passageiros já dentro da aeronave. Aqui, a companhia aérea deve, sim, oferecer alimentação e assistência médica, se for preciso.

Atraso de voo gera indenização?

Depende do seu caso. Normalmente, voos que chegam ao seu local de destino com mais de 4 horas de atraso com relação ao horário previsto podem dar direito a uma indenização ao passageiro afetado.

Além disso, também é possível pedir e receber uma compensação quando há algum prejuízo causado pelo problema com a viagem, como a ausência a eventos e compromissos importantes ou a perda de pacotes de lazer.

Por fim, a indenização também pode ser devida caso a companhia aérea falhe e não forneça a assistência material da forma adequada.

Posso ter uma indenização por danos morais?

Também depende do seu caso. Para isso, é necessário que tenha acontecido algum dano pessoal ao passageiro interessado.

Uma indenização por danos morais, em geral, é pedida quando o dano atinge um bem imaterial, como os sentimentos do passageiro ou a sua relação com outras pessoas.

Aqui, vale saber mais sobre os tipos de compensação que podem ser devidos. O primeiro tipo é a indenização por danos à honra objetiva, que acontece quando o problema atinge direta ou indiretamente a relação do passageiro com outras pessoas. Um exemplo disso é quando o cidadão perde uma reunião importante de negócios e acaba gerando uma má impressão aos seus demais colegas de trabalho e/ou clientes.

O segundo tipo é a indenização por danos à honra subjetiva, que acontece quando o dano afeta somente o passageiro. Por exemplo, se o passageiro perder o último show de uma banda por causa do atraso de voo, seus sentimentos serão afetados.

Sendo assim, caso a sua situação se assemelhe a algum dos exemplos mencionados, pode ser que você tenha direito, sim, a uma indenização por danos morais por atraso de voo.


Como fazer com que meus direitos sejam respeitados em caso de atraso de voo?

É verdade que as companhias aéreas sabem quais são as suas obrigações quando um voo é atrasado ou quando há outros tipos de problemas, principalmente aqueles que afetam os passageiros. No entanto, existem algumas coisas que o cliente pode fazer para ter a segurança de que seus direitos serão respeitados.

A primeira delas é guardar os comprovantes e documentos relacionados ao voo, tais como a passagem, o cartão de embarque, o comprovante de pagamento do bilhete e de outros objetos ou alimentos que foram comprados no aeroporto durante a espera pelo embarque.

Além disso, não deixe de anotar todas as informações que a companhia aérea te passar quando você entrar em contato com ela. Caso o contato seja presencial, você pode gravar a conversa. Já se for por telefone, anote o protocolo do atendimento, registrando, também, o nome de quem te atendeu e todas as informações passadas.

Vale a pena, também, fotografar o painel de informações do aeroporto, uma vez que é nele que estão as informações mais importantes sobre o seu voo.

Como comprovar o atraso de voo

Um dos direitos do passageiro que teve seu voo atrasado é pedir uma indenização financeira por todo o transtorno passado. Porém, nesta situação, é possível que seja necessário comprovar não apenas o atraso do voo, mas também o prejuízo que levou a solicitação da compensação.

Para comprovar o atraso do voo, você pode utilizar o comunicado fornecido pela companhia aérea em que há o motivo do atraso. Outros documentos importantes podem ser fotografias de você e seus acompanhantes no aeroporto durante a espera pelo embarque e, principalmente, do painel do aeroporto – como ele tem as informações mais importantes sobre o seu voo, como portão de embarque, horários e status, se houver um atraso, essa informação estará no painel. Guarde também anotações de informações passadas pela companhia aérea, recibos de pagamento, entre outros.

Já para comprovar que você teve um prejuízo, você pode reunir documentos e outros itens relativos a ele. Se você perdeu um casamento em que era padrinho ou madrinha, por exemplo, você pode apresentar o convite do casamento e o convite para ser padrinho ou madrinha (se houver). Outro exemplo: se você não pôde comparecer em uma entrevista de emprego por causa do atraso de voo, você pode apresentar como prova o e-mail ou outro tipo de comunicação que foi utilizada para agendar a entrevista.

Como reclamar de um voo atrasado

Se deparar com um atraso de voo não é o desejo de nenhum passageiro. Seja pela espera até o novo horário de partida, seja por um motivo mais sério – como a perda de compromissos importantes – o passageiro tem o direito de reclamar a respeito dessa situação.

Existem maneiras diferentes de se fazer uma reclamação quando este tipo de problema acontece. Uma delas é falar diretamente com a companhia aérea responsável. Para isso, você pode se dirigir até o balcão de atendimento da empresa no próprio aeroporto, ou entrar em contato pelo telefone disponibilizado pela companhia. Em ambos os casos, tente manter a calma. Com uma conversa mais tranquila, as soluções podem ser melhores e mais rápidas.

Outra forma de reclamar de um voo atrasado é registrar uma queixa na ANAC. Novamente, é possível fazer isso presencialmente ou por telefone. A ANAC tem escritórios físicos nos principais aeroportos do país. Assim, dependendo do aeroporto onde você estiver, você pode ir até o posto da agência e conversar com um atendente. Caso contrário, é possível entrar em contato pelo Fale com a ANAC. O telefone é 163 e o atendimento está disponível todos os dias, das 8h às 20h, em português, inglês e espanhol.

Também é possível reclamar online. Você pode acessar a página de “Centrais de Atendimento” no site da ANAC e clicar em “Reclamação”. Na tela seguinte, você pode escolher entre fazer login no Fala.Br, no Gov.br ou, ainda, registrar a queixa sem se identificar. Depois, basta colocar os seus dados e descrever o seu problema.

Mais uma alternativa para reclamar sobre o atraso de voo é junto aos órgãos de proteção ao consumidor. Alguns exemplos são o Procon e a Proteste. Nos sites desses órgãos, é possível prestar a queixa em poucos minutos e gratuitamente. Observação: o Procon é diferente de estado para estado. Ao procurar pelo órgão, não deixe de se certificar que o site é referente ao seu estado de residência.

Por último, ainda é possível reclamar no consumidor.gov.br, que é um portal monitorado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. Trata-se de um canal oficial para reclamações, onde é possível prestar queixas contra as mais diversas empresas, entre as quais, as companhias aéreas. Para reclamar, é só acessar o portal, fazer login – o cadastro é gratuito -, pesquisar o nome da empresa que receberá a reclamação e registrar a queixa.

Como saber se o voo atrasou

Em geral, a companhia aérea deve avisar os seus passageiros sobre o atraso do voo pelos meios de comunicação disponíveis. De acordo com a ANAC, assim que o atraso for confirmado, a empresa tem a obrigação de comunicá-lo aos clientes que têm passagem para o respectivo voo, além de dar-lhes uma previsão do novo horário de partida. Além disso, ainda é necessário informá-los a cada 30 minutos sobre a situação, mantendo-os atualizados.

Além de ser informado pela própria companhia aérea, o passageiro ainda pode consultar o status do seu voo de maneiras diferentes. A mais simples, talvez, seja observar o painel do aeroporto. Basta procurar um dos vários painéis que ficam espalhados pelo aeroporto, identificar o seu voo e verificar o seu status.

A seguir, confira mais três formas para confirmar o status do seu voo e saber se ele está ou não atrasado.

Consulta online com a companhia aérea

Uma das formas possíveis de saber se o voo terá um atraso ou não é a consulta online junto às companhias aéreas, que pode ser feita por sites e aplicativos. Nestes portais, basta selecionar a opção de “status de voo” e verificar as condições pontuais do voo.

Na LATAM, por exemplo, acesse o site da empresa e selecione a opção “Status de voos”. Em seguida, informe o número e a data do seu voo. Você também pode fazer a consulta informando os locais de origem e destino, juntamente com a data do voo.

Pelo aplicativo da empresa, o processo é bem semelhante. Abra o app – disponível para Android e iOS – e clique em “Mais”, no menu inferior. Depois, basta clicar em “Status de voos” e informar os dados do voo para saber sobre as suas reais condições.

Para saber a condição do seu voo com a Gol, acesse o site da companhia e clique em “Status de voo”. Depois, é só colocar a data do voo e o seu número ou locais de origem e destino. O mesmo caminho deve ser feito pelo app – disponível para download no Google Play Store e na App Store.

Na Azul, o processo pode ser um pouco diferente. Pelo navegador no computador, acesse o site da companhia e clique na opção “Status de Voo”, no segundo menu superior. Assim, basta colocar a data do voo e o seu número ou os locais de origem e destino. Já se você fizer a consulta no site pelo celular, pode ter dificuldades para encontrar a opção de Status de Voo. Desta forma, o mais fácil a se fazer é digitar “status de voo azul” na barra de buscas do Google e selecionar o primeiro resultado. Assim como no caso anterior, é só informar a data do voo e o seu número ou os locais de origem e destino para ter acesso ao status do voo.

No aplicativo, por sua vez, arraste as opções inferiores para a esquerda até encontrar a “Status de Voo”. Assim, basta informar os dados do voo. O app está disponível para Android e iOS.

Consulta por telefone com a companhia aérea

A segunda maneira de descobrir o atraso do voo é falando com a companhia aérea por telefone. O procedimento é bem simples, sendo necessário apenas informar os dados do seu voo, assim como é feito na consulta online.

Para falar com a LATAM, você pode ligar para 0300 570 5700 de todo o Brasil, ou para 4002 5700 de capitais brasileiras. O custo é de ligação local mais impostos. Passageiros com deficiência auditiva, por sua vez, podem ligar para o 0800 055 5500. A ligação é gratuita.

Se o seu voo é com a Gol, ligue para 0300 115 2121. O custo é de ligação local mais impostos, e o serviço está disponível de segunda a sábado, das 6h às 22h. O contato para passageiros com deficiência auditiva é 0800 709 0466.

Já se você precisa falar com a Azul, o número é 4003 1118 de capitais e regiões metropolitanas. De demais localidades, ligue para 0800 887 1118. Passageiros com deficiência auditiva podem entrar em contato pelo 0800 881 0500.

Consulta em sites especializados

Por fim, ainda é possível consultar o status do voo e saber se ele atrasou ou não por sites especializados no rastreio de voos. Um desses portais é o da Infraero, que permite o rastreio de voos domésticos, apenas.

Para utilizá-lo, basta entrar no site da empresa pública e descer um pouco a tela até chegar em um grande quadro azul. Neste quadro, você pode consultar os voos e suas respectivas situações de acordo com a cidade e o aeroporto. É possível, ainda, definir se os voos apresentados são de chegada ou partida, além de consultar todos os voos clicando na opção “Todos os voos”, na parte inferior do quadro.

Outra plataforma disponível para este fim é a FlightAware. Na página inicial do site, você pode fazer a sua consulta informando o número do voo ou os locais de origem e destino. Clicando em “Buscar”, você será redirecionado para uma página onde poderá ver todos os voos que se enquadram na pesquisa feita, de acordo com a companhia aérea, número do voo, aeronave, status e horários de partida e chegada. É possível, ainda, filtrar a sua busca, o que permite que você encontre o seu voo com mais facilidade.

Quanto tempo um voo pode atrasar?

A situação ideal é que os voos não atrasem, respeitando o horário previsto para partida e chegada ao destino. No entanto, nem sempre isso é possível – existem diversas razões para que um voo atrase, sendo que, nem sempre, a responsabilidade direta é da companhia aérea.

Não existe uma norma que estabeleça um tempo máximo permitido para o atraso, porém, sabemos que a partir de 1 hora de atraso, a empresa aérea já deve ter formas de compensar os seus passageiros afetados.

Além disso, quando o atraso supera as 4 horas, o passageiro não só tem direito a opções de hospedagem e acomodação e transporte de ida e volta, como também pode pedir – e ganhar – uma indenização referente a todo o aborrecimento gerado pela situação.

Por isso, é importante que você entenda os seus direitos e como eles variam de acordo com o tempo do atraso. Caso contrário, você pode acabar saindo no prejuízo.
Quanto tempo o passageiro tem para reclamar do atraso de voo?

Diante do atraso do voo, é importante que o passageiro faça a reclamação junto à companhia aérea, ANAC ou aos órgãos de proteção ao consumidor o mais rápido possível, lembrando que existem diversas maneiras para fazer isso: internet, telefone ou ainda presencialmente.

Porém, caso o seu atraso tenha sido superior a 4 horas, ou se você teve um grande prejuízo resultante do problema com o voo, há um tempo máximo que deve ser respeitado para que você entre com um pedido de indenização.

Em voos nacionais, o prazo é de 5 anos. Portanto, para um voo atrasado doméstico de 2020, é possível pedir uma compensação até 2025.

Já para voos internacionais, o tempo é menor, sendo de apenas 2 anos. Para um voo atrasado de 2020, por exemplo, o pedido de compensação pode ser feito somente até 2022.

É fundamental que esse prazo seja respeitado. Caso contrário, o resultado do pedido terá pouquíssimas chances de ser favorável ao passageiro.

Posso evitar um atraso de voo?

Normalmente, o atraso de voo é causado por fatores externos, problemas com a própria companhia aérea ou, ainda, outros passageiros. Ou seja, a menos que você seja o passageiro que está para chegar de uma conexão, ou aquele que despachou sua bagagem e não se apresentou para o embarque, não há formas de você influenciar no atraso do voo.

No entanto, existem algumas medidas que podem ser tomadas para afastar as chances de ter este tipo de problema.

É importante que exista um planejamento da viagem antes mesmo que as passagens sejam compradas. Não só isso, mas é fundamental que exista uma pesquisa entre as companhias aéreas que possuem voos com o trajeto desejado. Nesta pesquisa, procure saber qual é o histórico de atrasos da companhia da sua preferência, assim como das demais. Assim, prefira aquela que tem um melhor histórico, se possível.

Você pode saber o histórico de atrasos das companhias aéreas pelo próprio site da ANAC. Acesse o site da agência, clique sobre os três traços que abrem o menu principal e, na parte de “Assuntos”, selecione a opção “Dados e Estatísticas”. Na tela seguinte, clique em “Mercado do Transporte Aéreo” e, depois, em “Percentuais de atrasos e cancelamentos”. Assim, você poderá baixar o arquivo que mostra os índices dos atrasos por mês e verificar qual a situação de cada companhia.

Outra forma de evitar um voo atrasado é verificar o seu status junto à companhia aérea responsável até 24 horas antes do horário previsto. Lembre-se de que as empresas podem fazer alterações nos voos, desde que avisem os passageiros envolvidos com até 24 horas de antecedência – antes da pandemia, o prazo máximo para comunicação era de 72 horas até o horário do voo. Mesmo que, neste caso, você não consiga fazer com que o horário previsto seja mantido, você não é pego de surpresa ao chegar no aeroporto.

Nesta mesma linha de pensamento, cheque também a sua caixa de e-mails ou suas mensagens de texto. É possível que a comunicação da companhia aérea referente ao novo horário do voo esteja em um destes locais.

Mais uma dica para você evitar o atraso de voo é não viajar em épocas consideradas de alta temporada. Uma vez que o excesso de tráfego aéreo, que acontece nestes períodos, é um dos motivos do atraso de voo, ao viajar em outras épocas, a chance de ter esse problema é menor.

Por fim, você também pode dar preferência a voos diretos. Ao ter dois voos para fazer, você tem duas preocupações: o atraso em cada um deles. Neste caso, é possível que você se livre do atraso do primeiro voo, mas acabe sendo vítima no segundo voo. Optando por um voo direto, sua preocupação é reduzida, assim como as chances de ter que ficar esperando mais tempo que o previsto para viajar.

Entre em contato com a sua companhia aérea

Quando acontece o atraso de voo, é importante que o passageiro entre em contato com a sua companhia aérea não apenas para reivindicar os seus direitos de assistência material ou outras opções – a depender do tempo do atraso -, mas também para pedir uma formalização por escrito do motivo do atraso.

Esse contato pode ser feito pessoalmente, nos próprios guichês de atendimento da companhia nos aeroportos, ou também por telefone, caso o contato presencial não seja viável por alguma razão.

Para te ajudar nesta parte, separamos os números de telefone das principais companhias em atividade no Brasil. Confira!

Azul

Para falar com a Azul sobre o seu atraso de voo, ligue no SAC pelo telefone 0800 884 4040. O atendimento especial para deficientes auditivos é feito pelo número 0800 881 0500.

Você também pode entrar em contato com a empresa pelo chat online, por meio do site da companhia.

Gol

Se você escolheu voar pela Gol e, infelizmente, teve um voo atrasado, ligue para 0800 704 0465, ou para 0800 709 0466 para atendimento para pessoas com deficiência auditiva. Nos dois telefones, o atendimento é 24 horas.

Se preferir, você também pode falar com a Gal, a atendente virtual da Gol, por meio do site da empresa.

LATAM

Por fim, se o seu atraso de voo foi com a LATAM, ligue para 0800 0123 200, ou para 0800 055 5500 para atendimento a portadores de deficiência auditiva. Para ligações do exterior, faça a chamada a cobrar para +55 11 2820 4816. O atendimento nos três números é 24 horas por dia.

Se quiser, envie sua mensagem online pelo site da companhia, porém, saiba que esta opção tem um tempo de resposta mais longo.

Teve um voo atrasado? Saiba como podemos te ajudar!

A Alex Botelho Advocacia é um escritório de advocacia, especializado em ajudar o passageiro que teve um voo atrasado ou, ainda, outros problemas, como cancelamento de voo, perda de conexão, bagagem extraviada ou overbooking (embarque negado). Para ter a nossa ajuda e saber se você pode ou não receber uma indenização pelo seu caso, entre em contato conosco no whatsaap : (27) 99773-7080 e tenha uma avaliação completamente gratuita do seu caso.

Todos os documentos que forem solicitados poderão ser encaminhados de forma online. Depois disso, é só aguardar o nosso contato. Além de falarmos com você, também entraremos em contato com a companhia aérea responsável para buscarmos um acordo administrativo.

O acompanhamento do caso pode ser feito por meio de e-mail ou WhatsApp. Assim que a companhia fizer uma proposta de acordo, te enviaremos uma notificação para que você analise a oferta e escolha entre aceitá-la ou não.

É importante ressaltar que todo o nosso processo de análise é gratuito. Não cobramos nenhum valor antecipadamente e você só paga se for judicializar, e de fato pleitear indenização posterior.

Quer saber mais sobre como podemos te ajudar com o seu atraso de voo? Consulte o nosso FAQ ou fale conosco pelos nossos canais de atendimento: pelo WhatsApp, nos chame pelo número (27) 99773-7080, ou envie um e-mail para alexbotelhoadvocacia@gmail.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário